Quando é a hora certa de buscar a certificação CFP®?

Posts Recentes

Como a Academia GFAI pode ajudar em sua carreira de Planejador Financeiro?

Somos o centro de excelência em aprendizado e networking para Planejadores Financeiros Independentes.

Nós acreditamos que a carreira bem sucedida do Planejador Financeiro é pautada em 3 pilares: Técnico, Comportamental e Empreendedor. Com base nestes pilares, criamos a Academia de Planejamento Financeiro, que tem como objetivo transformar o propósito profissional em uma carreira rentável e sustentável.

A certificação CFP® é a sigla para Certified Financial Planner. No Brasil, a entidade certificadora é a Planejar (Associação Brasileira de Planejamento Financeiro) que é afiliada ao Financial Planning Standards Board FPSB, entidade responsável pelo gerenciamento, desenvolvimento e promoção da marca CFP® no mundo.

Muitos profissionais, olhando para a carreira de Planejador(a) Financeiro(a), nos questionam sobre a melhor forma de conseguir a certificação para começarem a atuar.

Essa é uma confusão muito frequente, por isso resolvemos escrever este artigo.

 Para já deixar bem claro logo no início: não é necessária a certificação para começar a atuar!

A certificação CFP® é uma marca de distinção, ou seja, o possuidor busca uma diferenciação, um “selo de qualidade”, mas não é requisito obrigatório para atuação nesse mercado.

Esclarecemos a seguir, a partir do relato das nossas experiências, quando pode ser a melhor hora para você buscar a sua certificação:

Janser Rojo, CFP® - busca pela certificação no início de carreira

O ano de 2010 foi a grande “virada de chave” na minha vida profissional. Saí de uma carreira corporativa no segmento bancário para seguir o propósito de ajudar as pessoas a tomarem melhores decisões financeiras. Pedi demissão em agosto e no mesmo mês já começaram meus estudos para tirar a certificação.

Minha ideia era a de que, por conta da certificação, as portas (de clientes e empresas) se abririam para que eu pudesse compartilhar meu conhecimento. Foram 4 meses intensos de estudo e, apesar de o material ter realmente me mostrado a abrangência do Planejamento Financeiro, não encontrei grandes dificuldades nos temas mais técnicos, afinal eu já vinha do Mercado Financeiro.

Prestei os exames no final do ano, passei nos módulos e a cerimônia de certificação aconteceu em janeiro do ano seguinte, 2011, junto com o boleto para pagamento da primeira anuidade.

Pronto, agora eu tinha a tão cobiçada certificação CFP® e estava preparado para o sucesso na nova carreira empreendedora! Grande engano… Eu mal sabia o que seria necessário para realmente superar os desafios dessa profissão que ainda engatinhava no Brasil.

Em 1º lugar, as portas não se abrem simplesmente por possuir a certificação. No meu caso, até hoje ainda tenho dificuldades em encontrar clientes que sequer saibam da existência dessa certificação. A Planejar está trabalhando para que a certificação seja reconhecida pela população, mas sabemos que ainda temos um longo caminho pela frente.

Em 2º lugar, a certificação não ensina uma metodologia de atendimento, uma forma de engajar os clientes em seus planos financeiros e menos ainda como criar um negócio de Planejamento Financeiro em torno desse serviço. Foram anos de muita resiliência para aprender com cada erro e crescer nessa carreira autônoma até ganhar algum reconhecimento e formar uma renda aceitável.

Hoje, à frente da Academia GFAI, sei que a certificação é útil para demonstrar autoridade nos temas que leciono, porém olhando para trás, poderia ter feito diferente para que meu início nessa carreira não fosse tão tortuoso. Escolher onde você irá focar suas energias (e seu dinheiro da reserva de transição) é primordial para vencer os obstáculos mais rapidamente.

Estes são indicadores de que AINDA NÃO É A HORA CERTA de buscar a certificação:

– início de carreira, sem saber exatamente como atuar na profissão

– sem experiência comprovada em atendimentos a clientes ou temas relacionados ao Planejamento Financeiro o que, inclusive, é um dos requisitos para tirar a certificação em 1º lugar.

– esperar que a certificação traga respostas sobre como construir uma carreira sustentável de Planejador Independente

Robson Henriques, CFP® - busca pela certificação em uma carreira já consolidada de Planejador Financeiro

Formado em Engenharia da Computação e com mais de 12 anos atuando na área de Business Intelligence, o tema finanças entrou na minha vida somente em 2014.

Neste ano comprei um curso de Tesouro Direto e comecei a fazer meus primeiros investimentos de verdade (até então estava tudo na Poupança).

Começou a dar certo e em pouco tempo as pessoas ao meu redor começaram a pedir conselhos.

Um indica o outro que indica mais um e aquilo foi tomando uma certa proporção.

Foi quando percebi que precisaria de algum tipo de embasamento técnico para ganhar autoridade no assunto.

Era hora de buscar a formação como Coach e Educador Financeiro em cursos mais básicos.

Como minha meta era a leitura de um livro de finanças por mês (a lista é longa começando por Pai Rico, Pai Pobre) cheguei ao ponto onde eu tinha muito conhecimento técnico, mas faltavam as ferramentas.

Até então eu atendia os clientes sem cobrar nenhum centavo, com uma folha de sulfite e alguns formulários.

Em 2016 conheci a GFAI, empresa no setor que atua com metodologia e ferramentas para o atendimento de pessoas físicas no Planejamento Financeiro.

Era o casamento que eu precisava: a minha técnica com a metodologia e ferramentas GFAI.

Assim comecei meus primeiros atendimentos.

Aprendizado na prática. Aquele conteúdo que eu conhecia da leitura de livros e as formações básicas no tema já foram suficientes para eu “salvar” um número considerável de famílias.

O mais importante de tudo isso foi me especializar cada vez mais nos atendimentos com cada caso e ter a certeza de que aquela era a profissão da minha vida.

Até este momento eu nunca tinha ouvido falar da certificação CFP®.

Toda a metodologia da plataforma que eu utilizava era baseada nos princípios do CFP®, mas, sem saber, o aprendizado de como traduzir o tema finanças para pessoas leigas no assunto foi tomando forma.

Atendi de endividados a milionários e cada caso trazia a bagagem de conhecimentos ainda inexplorados que eu precisava estudar.

Este nível de experiência abriu portas para treinar novos profissionais, coordenar e lecionar na própria Academia de Formação para Planejadores Financeiros e atender mais de 100 famílias.

Com todo este histórico, após 4 anos, resolvi que era hora de tirar minha certificação de distinção.

Após um ano de estudo, em dezembro de 2020, consegui minha certificação CFP®.

Um investimento feito na hora certa, após um longo período de atendimentos e prática, quando realmente decidi que já estava pronto para a certificação.

O maior ato de um planejador financeiro é transformar o sonho de uma família em realidade.

A certificação CFP® vem na sequência para coroar o trabalho.

Estes são indicadores de que PODE SER A HORA CERTA para buscar a certificação:

– Já possui a experiência na carreira de Planejador (até para comprovar no processo de certificação) e gostaria de acrescentar este “selo de qualidade” no seu currículo

– Faz parte do plano de carreira na empresa onde atua

– Atende um nicho de clientes que reconhece o valor da certificação

– Requisito para uma atividade regulada, como a Consultor de Valores Mobiliários

O início de qualquer nova carreira é desafiador. Saber como otimizar seus recursos de tempo e dinheiro podem ser determinantes para o sucesso nessa nova etapa profissional. Sucesso!

Janser Rojo, CFP®
Janser Rojo, CFP®

Atua como Planejador Financeiro Independente desde 2012. Fundador do portal de conteúdo QI Financeiro e sócio da GFAI. Atuação por mais de 6 anos em Tesouraria de banco internacional e MBA em Derivativos pela BM&FBovespa. Co-fundador da Academia GFAI

Robson Henriques, CFP®
Robson Henriques, CFP®

Formado e certificado em Educação e Coaching Financeiro. Instrutor e Coordenador Técnico da equipe de Planejadores GFAI e Coordenador Geral da Academia de Planejadores Financeiros da GFAI. Atua como Planejador Financeiro independente desde 2016.