Estudo de caso: Como a Planejadora Cibele conquistou mais clientes após a formação da APF

Posts Recentes

Como a Academia GFAI pode ajudar em sua carreira de Planejador Financeiro?

Somos o centro de excelência em aprendizado e networking para Planejadores Financeiros Independentes.

Nós acreditamos que a carreira bem sucedida do Planejador Financeiro é pautada em 3 pilares: Técnico, Comportamental e Empreendedor. Com base nestes pilares, criamos a Academia de Planejamento Financeiro, que tem como objetivo transformar o propósito profissional em uma carreira rentável e sustentável.

A Academia de Planejamento Financeiro procurou alguns dos mais de 1000 alunos formados como Planejadores Financeiros Independentes para servir de estudo de caso da trajetória de atuação desses profissionais antes e depois da formação na Academia.

O caso que vamos apresentar neste estudo é da Planejadora Financeira Cibele Gomes de Oliveira, 42 anos, com formação acadêmica na área de Tecnologia da Informação, pós graduada em Gestão de Negócios em Serviços. 

Ela tomou a decisão de migrar de carreira quando se formou como Life Coach, Educadora Financeira DSOP e após finalizar a formação na Academia de Planejamento Financeiro GFAI. 

– O que te motivou a se tornar uma Planejadora Financeira?

A motivação para me tornar planejadora financeira foi de potencializar meus conhecimentos, aprender a metodologia para ajudar as pessoas a se organizarem  financeiramente de uma forma estruturada.

– Como era sua atuação antes da Academia de Planejamento Financeiro (APF) GFAI?

Antes da formação na Academia, eu realizava processos de Coaching voltados para questões financeiras, alguns coachees buscavam transição de carreira, mas não tinham reserva para investir no preparo dessa nova área, ou seja coachees queriam mudar mas não investem para que essa mudança acontecesse através de um planejamento.

– Como você conheceu a APF?

Conheci a Academia através de uma busca no Google, acessei o site, assisti quase todos os vídeos e também depoimentos dos alunos que já tinham se formado. Fiz contato com alguns alunos através de redes sociais e tomei coragem para fazer a inscrição no site.

Em seguida entraram em contato comigo, pra entender o que eu estava buscando, se o curso fazia sentido pra mim e recebi a aprovação para fazer parte da turma.

Alguns dias depois recebi um convite por e-mail para palestra da Rebeca Toyama com o Caco Santos sobre comportamento x finanças pessoais e me encantei mais ainda pelo lugar, pelas pessoas, pelo ambiente e percebi que valia a pena ingressar na Academia.

– Quais dificuldades você encontrou para seguir na carreira de Planejadora Financeira antes de fazer a formação da APF?

As dificuldades que eu tinha antes da Academia, era relacionada a falta de clareza da minha prestação de serviços, porque a princípio eu queria ajudar as pessoas com o coaching e o destino foi me mostrando outros caminhos, metodologia, processo, ferramenta, agenda, estrutura física, mentoria e parceiros para troca de experiências.

– Por que você decidiu fazer a formação da APF?

Decidi fazer APF porque senti que era uma oportunidade de capacitar o que adoro fazer, através dos 3 pilares, Metodologia, Comportamental e Empreendedorismo.

– A metodologia de ensino da APF foi satisfatória para você?

A metodologia foi super satisfatória porque expandiu o autoconhecimento, a forma de se conectar com os clientes e saber escolher a melhor maneira para colocá-la em prática.

– Os professores, como eles te auxiliaram nessa jornada?

Os professores auxiliaram de forma objetiva, direta e realista. Durante as aulas o que mais gostei foi a liberdade de expor todo tipo de dúvida tendo retorno claro deles e a troca de experiências deles em diversas situações. Todo momento somos observados e isso gera uma mútua atenção e comprometimento.

– Quais os pontos fortes que você destacaria na Formação da APF?

Os pontos fortes que eu destacaria seria as imersões no intervalo de cada pilar, com banca avaliadora, a participação de outros planejadores profissionais e diretores, networking, a dinâmica e riqueza de conhecimentos, material de conteúdo (vídeos, palestras), os livros indicados de leitura.

– Como está sua carreira de Planejadora Financeira hoje?

Minha carreira de Planejadora Financeira Pessoal está prosperando, em quatro meses atendi mais de 40 pessoas e tenho uma carteira de 11 clientes. Todos os dias aprendo alguma coisa diferente. O desafio é respeitar cada etapa, ter determinação, foco, administração do tempo, acreditar na lei da atração e controlar a ansiedade.

– Você acredita que alcançou o objetivo traçado com a formação? Valeu a pena o investimento de tempo e dinheiro?

Acredito que alcancei o objetivo da formação, mas o aprendizado é contínuo e precisa ser atualizado, o valor do investimento valeu a pena e recomendo.

– Que mensagem você deixaria para aqueles que pensam em seguir pelo mesmo caminho que você?

Seja determinado, focado em ajudar as pessoas com o seu melhor. O engajamento vai ser fundamental para seguir, no controle da ansiedade, administração do tempo e tendo em mente o propósito de ajudar a transformar vidas e disseminar o planejamento financeiro pessoal.

Tire suas dúvidas sobre a profissão falando conosco!

Janser Rojo, CFP®
Janser Rojo, CFP®

Atua como Planejador Financeiro Independente desde 2012. Fundador do portal de conteúdo QI Financeiro e sócio da GFAI. Atuação por mais de 6 anos em Tesouraria de banco internacional e MBA em Derivativos pela BM&FBovespa. Co-fundador da Academia GFAI